Cidadão Cane

Bem, para aqueles que não se lembram – ou ainda não sabem – o joelho deste velho causídico não tem se comportado lá muito bem nos últimos dias…

Desde o malfadado acidente que azarou com os ligamentos deste que vos tecla, tem momentos em que meu joelho esquerdo está bem bão, digno mesmo de se pensar como um atleta. Entretanto tem outros momentos em que é, no mínimo, phowwdas… E recentemente ele me aprontou uma dessas!

Tudo bem que eu talvez tenha abusado um pouquinho. Tá, nem tão pouquinho assim. A questão é que eu estava feliz da vida de ter voltado a fazer minhas caminhadas e até mesmo algumas corridas curtas – tal qual como antigamente – ainda que, como me disseram, com o “calçado totalmente errado”. Bem, é que dentre as diversas opções que não tinha, a menos pior foi pegar um tal de “sapatênis” (que sempre enxerguei como tênis), cuja palmilha era a mais confortável e utilizá-lo para essa prática desportiva. Mas, consciente que sou, é lógico que comprei o tênis correto para isso. Aliás, correto mesmo: Asics, importado, solado emborrachado especial, forro acolchoado reforçado, sistema de amortecimento com gel e o escambau. E consegui usá-lo por apenas um dia. Acho que o joelho deve ter se acostumado com a passada dura. Pois bastou estar corretamente paramentado que ele resolveu sair fora do lugar. Totalmente. E, sim, SOZINHO.

E duma maneira tal como jamais antes – de não conseguir andar mesmo. Daí que a benfazeja bengala que ganhei em meu aniversário, mais por gozação que por utilidade, acabou se tornando verdadeiramente mais de utilidade que de gozação.

Se bem que a pergunta recorrente de quem me vê com ela é o porquê de ser tunada com “chamas” no melhor estilo Hot Wheels.

Pois bem, a resposta taí:

 
Aliás isso já ajuda a esclarecer a todos aqueles que teimam em me fazer a pergunta mais improvável do mundo (ao menos para quem realmente me conhece): "foi jogando bola, é?"...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *