23 fev 2013 - 7:25  

Poesia de lombada, muito prazer

Clique na imagem para ampliar!

Spine poetry, ou poesia de lombada, é a arte – pelo menos no sentido travesso da palavra – de empilhar livros de tal forma que os títulos formem um todo inteligível. Com sorte, um poema.

Consta que a ideia surgiu em 1993, mas foi só no ano passado que a prática começou a virar febre no mundo anglófono – veja aqui e aqui.

A foto aí em cima flagra minha primeira tentativa de dominar essa, digamos, nova linguagem literária. É recomendável clicar na imagem para ter melhor leitura. Mas cuidado, bibliófilos, a coisa vicia. Você nunca mais vai olhar para suas estantes do mesmo jeito.

Para mim, o que mais chama a atenção na brincadeira é o fato de ser exclusiva do mundo físico. Olha aí, coveiros do livro de papel: quero ver fazer isso no Kindle!

PS: O texto acima é do Sérgio Rodrigues, e de seu “poema” só li um dos livros…




2 Comentários

  • Vim aqui p recomendação duma querida amiga a Edna Medici. Confesso que adorei. Um super beijo !!!! Volto !!!! Ahhhhhhhhhhhh…amo Carlos Ruiz Zafón…portanto tá perfeito tua filosofice !!!!!

  • “Servimos bem para servir sempre!” :-D

    Sê bem-vinda e passe por aqui de quando em quando! Invariavelmente de vez em quando falamos um pouco de tudo e muito sobre nada…

    Mas sempre sobra alguma coisa curiosa ou até mesmo útil!

    Ou não…

    ;-)

Tem alguma coisa a dizer? Vá em frente e comente!


Digite abaixo quanto é 3 + 8? (ora, vamos: você consegue...)