Desce duas, desce mais…

Clique na imagem para ampliar!
( Publicado originalmente no blog etílico Copoanheiros… )

Cacá

Minutos depois, chega um e-mail dizendo: você está convocado. Venha, apareça, leia, escreva, participe e, evidentemente, sente pra tomar uma com a gente (olha! até rimou…).

Minutos antes, estava eu distraído quando, de repente, não mais que de repente, surge um e-mail com um usuário, uma senha e um link. Tudo remetendo para este lugar, onde estou agora traçando estes desalinhados caracteres.

Pois bem… Certezas, eu tenho poucas. Uma delas é que ninguém aqui por perto presta, no sentido mais conservador da crítica, e que no final das contas acaba sendo um bom sinal.

Agora estou escrevendo mais por obrigação pelo convite que chegou. Neste momento, estou – vejam a incoerência! – de idéias sóbrias demais para estes arredores. Tomado por trabalho (propaganda, mídia, internet, afins e etc e tais), política (bolinhas de papel, bexigas d’água e outros assuntos menos relevantes como endividamento público, educação, saúde e segurança) e outras cositas más, acabo ficando sem a inspiração devida para começar um assunto de forma aleatória como é o mais comum num boteco.

Pelo menos, uma polêmica eu tenho pra colocar na mesa, no melhor estilo de quem lança o tema e levanta-se rapidamente pra ir ao banheiro, buscando se eximir da culpa do destino que o assunto tomou nas bocas alheias e, pior, ébrias:

ROUBARAM O PALESTRA ONTEM, CAZZO!

Sem mais, me deixa ir ao banheiro. Preucupa-me a volta. Que destino tomará essa conversa?

1 thought on “Desce duas, desce mais…

  1. Putz! Que família mais sóbria essa! Vale o mesmo recado que deixei lá pro Marcelo…

    Em tempo: espero que tenha dado descarga. Nóis é buteco pé sujo, mas nóis é limpinho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *