Na terça, uma foto

Pois é, atravessamos uma semana direto sem nenhum post.

Tá complicado manter esse cantinho atualizado…

Mesmo assim, vamos tentar manter o compromisso!

Essa foto abaixo é de meus bisavós pelo lado materno de meu pai. O que é que isso quer dizer? Que são os avós de meu pai pelo lado da mãe dele. Temos o ilustríssimo senhor Alcindo de Paula Maia (*1898/+1942), lavrador, nascido no Turvo, RJ, e a senhora Laura de Casaes Santos (*1898), natural de Santa Rita de Jacutinga, MG. Inclusive uma dessas crianças deve ser minha avó Sebastianna (*1920/+2000) – provavelmente a criança mais velha, no chão, pois meus bisavós se casaram em 1919, em Santa Rita de Jacutinga, MG.

Duas curiosidades. A primeira é que o nome “Laura” acabou atravessando mais uma geração, pois foi o mesmo nome que minha avó deu à sua filha caçula (a décima-segunda da linhagem) – que inclusive é uma tia mais nova que meu irmão mais velho. Coisas de família grande. A segunda curiosidade é a forma pela qual meu pai costuma referir-se à indumentária usada por seu avô para a foto. Segundo ele, trata-se de um “terninho de cagar em pé”

7 thoughts on “Na terça, uma foto

  1. Caro Adauto esta foto é dos meus avós e é provável que as crianças sejam: sua mãe Sebastianna ( Tia Inhosa ) Tia Vinha ( Olívia ) e Meu pai ( Sebastião dos Santos Maia ), pois eram os filhos mais velhos do casal.

  2. Bom dia, Mauro!

    Com certeza somos parentes, sim!

    E por esse ramo da família Maia, que é um dos que menos consegui explorar – tenho andado bastante ocupado com minhas outras 1.469 atividades… Fico feliz por esse contato, e certamente ainda vamos trocar muitas figurinhas para que possamos (você vai me ajudar, não vai?…) montar esse ramo da árvore genealógica de nossa família!

    😀

    Abração!

  3. Caro Adauto

    Num sei se isso é importante mas esqueci de informar que muitos de nossa família são polidactílicos ( temos 6 dedos nas mãos e/ou alguns nos pés)

  4. Se é que existia alguma dúvida ainda acerca de parentesco, essa acabou de se desfazer.

    Essa caraterística – polidactilia – também é comum cá pelos Andrade. Assim, de cabeça, recordo-me de dois tios, a Pedrina e o Gêra, que nasceram com um dedinho a mais. Sei que alguns primos também, mas como a descendência de meus avós já ultrapassa a casa de uma centena, fica difícil lembrar…

  5. Caramba, lamento muito… Acabei não o conhecendo pessoalmente… Meu pai vai ficar bastante sentido quando souber… :-/

  6. bom amigo adauto , sem querer acabei xeretando na sua pagina quando
    deparei com essas fotos estou procurando pessoas ou algo que seja de jacutinga pelos anos de 1915-1920. pessoas da familia de carmo napolitano ou angelina ristaino
    jacutinga mg fazenda de café. fazenda sta rita. é por ai por equando é só. obrigada
    clea

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *