Na terça, uma foto

Copiando descaradamente o costume do Pedro Dória (e já que não tenho conseguido atualizar direito os super-heróis de sábado), vamos combinar o seguinte: toda terça vou colocar uma foto antiga por aqui, relacionada às cidades da região ou à minha própria família.

Como “primeirinha” temos a Capela de Santa Cruz. Tá, e o que é que tem demais? Essa foto era de quando a capela estava começando a ser desmontada (dá pra ver que parte do telhado já tinha sido retirado), sei lá há quantos anos atrás. Talvez há uns cinquenta anos, pois ali ao fundo, do lado direito, hoje existe a casa de meu pai, a qual foi construída entre 1960 e 62. Tudo que restou dessa capelinha foi o nome da praça: Praça de Santa Cruz. Fica no bairro de Santana (de onde sou nascido e criado), em São José dos Campos, SP – subindo pela Av. Rui Barbosa, bem no ponto onde se vira à direita para chegar até o SENAI. O curioso é que havia um senhor que tomava conta dessa capela e, todos os dias, tocava o sino em determinados horários. Quando a construção veio abaixo, levou esse sino para casa, próxima dali, pendurou-o na varanda e continuo a tocá-lo nos mesmos horários de sempre. A capela já não mais existia, mas continuava dando sinal de sua presença através dos badalos diários de seu sino…

PS.: Meus agradecimentos à senhora Joana Rosa Savastano, viúva do “sineiro”, moradora do bairro de Santana e amiga da minha mãe, que permitiu que essa foto fosse escaneada.

6 thoughts on “Na terça, uma foto

  1. Nara, não sei lhe dizer, pois em minhas lembranças mais antigas dessa praça a capela já não mais existia… Aliás, havia uma enorme palmeira – que sequer aparece nessa foto – de modo que o “desmonte” da construção se deu há muito, muito tempo.

    Fica apenas minha curiosidade: quem seria essa “Maria Peregrina”?

    Lembro-me de uma ou outra figura pitoresca de minha época de infância – mas assim, pelo nome, não…

  2. Adauto, boa noite.
    Com relação a Maria Peregrina pelo que sei foi conhecida na região de Santana como “Maria da Lata”. Dormiu por uns bons anos sob uma arvore na fazenda dos Venezianis.
    A Capela da Santa Cruz onde ela morou nos primeiros anos que veio para SJC não existe mais. Caiu sob uma forte chuva. Depois desse episodio é que vai morar com os Venezianis. Atualmente a “Maria da Lata” dá nome a uma ponte e ao cemitério de Santana. Tem um livreto sobre ela. Procure no Museu do Folclore.
    Eu pesquiso sobre Capelas da Santa Cruz. Gostaria de lhe pedir licença para copiar sua foto da Capela Da Santa Cruz de Rosa Savastano para usar no meu blog. Tambem gostaria de perguntar se voce sabe a data da construção desta capela…
    Aguardo sua reposta.
    Grata.

  3. Obrigado pela aula, Doris! Quanto à foto, fique à vontade para utilizá-la – mas, infelizmente, não tenho mais informações sobre essa construção…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *