Frio, frio, MUITO frio…

Não preciso nem falar, né?…

Mas, mesmo assim, o que dá raiva é que quando a gente reclama que tá frio, frio, MUITO frio, o povo ainda tem o desplante de vir e falar: “Ué, mas não é você que gosta de frio? Então não pode reclamar…”

Pô, DÁ UM TEMPO!

Tá certo, eu gosto de frio. Mas aquele humanamente enfrentável. Do jeito que tá, trabalhar de moto nem pensar! Ainda bem que o seu Bento (vulgo meu pai) emprestou a boa e velha Variant por essa semana. Quem a vê tem a impressão que acabou de sair da loja, mas ela já fez até bodas de prata com a família – foi nela, inclusive, que aprendi a dirigir…

Volto a dar notícias quando recuperar a sensibilidade na ponta dos dedos, até porque digitar de luva deve ser phowwdas…

2 thoughts on “Frio, frio, MUITO frio…

  1. Pois é! Em perfeito estado de conservação. E pior: há algum tempo minha mãe reclamou que ele tinha a Variant, que era ciumento, que não emprestava, que ela tinha que pegar ônibus, que não tinha carro, etc, etc, etc. Que foi que ele fez? Comprou OUTRA Variant para ela.

    Mas agora ele tem ciúmes das duas…

    E minha mãe continua andando de ônibus!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *