Era uma vez uma cama…

AGORA É GUERRA !!!

Não tem mais jeito. Não dá mais pra ficar só no “controle genérico” de meu sobrepeso. Tá certo, tá certo, sou relativamente alto (1,90m) e pesar em média 100kg não aparece muito no visual. Mas ainda assim estamos falando de três digitos!

E o porquê dessa repentina revolta?

Gostaria de dizer que teria sido em função das crianças ficarem brincando de pula-pula na minha cama. Ou que a dita cuja já estava muito velha e acabada. Ou até mesmo em função de algum ápice de uma maratona sexual…

Mas não.

A merda da cama tinha que quebrar do meu lado!

E das madeiras partidas não sobrou o suficiente pra sequer eu tentar colocar em prática meus parcos dotes de marcenaria. Ou seja, durante algum tempo será colchão no chão mesmo.

E pra garantir que a próxima cama não sofra a mesma triste sina, desde já estou me colocando em alerta vermelho. A meta? 90kg. Vamos ver se minha força de vontade anda boa. E, na pior das hipóteses, posso usar de toda a argumentação que a Lala ensinou no seu Guia de Sobrevivência dos Gordos em Dietas

2 thoughts on “Era uma vez uma cama…

  1. Aproveite os dotes de pedreiro e faça uma de alvenaria (bloco não falta, tem 111 aí no quintal, némesmo?)! 🙂

    Er… isto significa que churrasco, agora, só de carne de soja e glúten, regado com “Clight” e “H2OH” ?!?!??… 🙁

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *