Manifesto

Clique na imagem para ampliar!
( Publicado originalmente no blog etílico Copoanheiros… )

Bicarato

[copy&paste lá do Alfarrábio, mas perfeitamente justificado por uma questão de pertinência para com os princípios aqui do Copoanheiros]

Tem de tudo lá na MetaRec, podem crer. Mais um exemplo notório dessa diversidade fantástica veio pelas mãos da Lelê [cansô de blogar, muié?], numa convocação pra uma *desconferência intergalática que trata sobre “mulheres e  tecnologia: mulheres de antenas e suas panelas de expressão”*. Diz a Lelê que o Chico Buarque gostou da idéia e deu aval pra fazermos uma nova versão da música: *…mirem-se no exemplo daquelas mulheres de antenas…*

Mas, na convocatória, a Lelê deixa claro que a desconferência não quer ser nenhum encontro de luluzinhas, e chama também os *masculinistas*. Ok, dirão vocês, mais um *ismo* pra encher o saco, né? Concordo, também não tô a fim de embarcar nessa, mas de qualquer maneira vale o Manifesto Masculinista que a Lelê anexou, com a ressalva de que é de 1985 — relevem-se alguns exageros e expressões, portanto. Destaque pra um item importantíssimo: *Pelo amparo aos pais solteiros e abandonados pelas mulheres amadas desalmadas: creches nos bares*.

[O manifesto (semi)original tá aqui.]

1 – CABECINHA
Nas questões ligadas à discriminação e aos papéis sexuais, as mulheres já estão na sua, os homossexuais idem, os bi também, e até os machões se organizam e se solidarizam, como se viu no caso daquele cara que ferrou a mulher no rosto e teve apoio da Associação dos Maridos Traídos, fundada no Ceará. Todos os setores se mobilizam. E como ficamos nós, que não somos mulheres, nem homossexuais, nem bi, e rejeitamos o modelo machista que nos é imposto desde criancinhas como a marca da masculinidade? A resposta está no masculinismo — uma movimentação crítico-autocrítica, reivindicativa, desfrutativa, solidarista e convivencial.

Sabendo que de carta de princípio e discursos generosos a humanidade já está de sacos e ovários repletíssimos, colocamos os dedos nas feridas através de um manifesto e proclamamos, indicativamente, o que rejeitamos e pretendemos transformar para viver melhor.

2 – COMEÇO DE PENETRAÇÃO
MMN – Movimentação Masculina Nordestina.
Símbolo: um cacto ereto ou em repouso.
Observação: um cacto sem espinhos.

* contra o terror machista.
* contra a ditadura clitoriana.
* contra o homossexualismo autoritário.
* pela reconciliação do espermatozóide com o óvulo.

Renunciamos a todas as prerrogativas do poder machista.

Que omem seja escrito sem “H”.

Não nos consideramos superiores nem inferiores às mulheres, aos homossexuais e aos bi: somos diferentes e iguais.

Rejeitamos todos os modelos pré-fabricados de sexualidade, caretosos ou vanguardeiros, partindo de três princípios: 1) carência não se inventa; 2) receita, somente de bolo; 3) vanguarda também é massa.

Somos solidários com qualquer saída (ou entrada) sexual que a humanidade venha a inventar e curtir, desde que não haja imposição e violência. E exigimos que se respeite a nossa opção fundamental: gostamos é de mulher.

3 – APROFUNDANDO A ENTRADA

* Abaixo o guarda-chuva preto. Não somos urubus.
* Abaixo as exigências do paletó e da gravata.
* Contra o relógio bolachão.
* Pelo direito de mijar sentado.
* Pelo respeito ao pudor masculino: mictórios privativos.
* Pelo amparo aos pais solteiros e abandonados pelas mulheres amadas desalmadas: creches nos bares.
* Queremos pensão por viuvez, auxílio alimentação e licença paternidade.
* Não amamentamos mas podemos trocar fraldinha.
* Pela liberação da lágrima masculina.
* Contra o fechamento do mercado de trabalho aos homens: queremos ser secretários, telefonistas, babás, etc.
* Não queremos ser “chefes” de família nem regentes sexuais. Igualdade fora e em cima da cama.
* Queremos trepar mais por baixo.
* Queremos ser tirados pra dançar.
* Queremos ser cantados e comidos.
* Pelo nosso direito de dizer não sem grilos nem questionamentos da nossa masculinidade.
* Pelo direito de brochar sem explicação. Mulher também brocha. Aquele ou aquela que nunca brochou que atire a primeira pedra.
* Abaixo a máscara da fortaleza masculina. Queremos ter o direito de assumir nossas fragilidades.
* Abaixo o complexo de corno. Por que mulher não é corna? Fidelidade ou infidelidade recíproca.
* Cavalheirismo é cansativo e custoso. Delicadeza é unissex. Que seja extinto o cavalheirismo ou se instaure, também, o damismo.
* Queremos receber flores.
* Exigimos a modificação do Pai Nosso:
a) Pai e Mãe nossos que estais no céu…;
b) bendito seja o fruto do vosso ventre, do nosso semen.
* Pela capacitação dos homens, desde a infância, para as tarefas tidas como “essencialmente feministas”. Reciclagem geral. Queremos aprender corte e costura, culinária, cuidado de crianças etc. Em contrapartida, ensinaremos às mulheres: trocar pneu de carro, bujão e fusível; dar porrada, atirar e espantar ladrão; matar barata e rato.
* Pela paternidade responsável e contra a gravidez e os filhos serem utilizados como elementos de chantagem sentimental sobre nós.
* Pelo respeito à intuição masculina.
* Denunciamos a utilização depreciativa das expressões “cacete”, “caralho”, “pra cacete”, “pra caralho”. Exigimos que cada um ou cada uma se posicione: cacete/caralho é bom ou não é? Se é bom, respeitem como ao seu pai ou a sua mãe.
* Protestamos contra o fato do nosso órgão do amor ser representado, simbolicamente, por espadas, canhões, porretes, e outros instrumentos de agressão e guerra. Só aceitamos a simbolização a partir de coisas gostosas e sadias: chocolates, biscoitos, bananas, batons, picolés, pirulitos, etc.
* Denunciamos como principais vias condutoras do machismo: as vovozinhas cândidas, as mulherezinhas dondocas, as mãezinhas possessivas e as professoronas assexuadas.

4 – EMPURRADINHA FINAL
Considerando que muitos masculinistas trabalham dois expedientes, estudam e frequentam um milhão de reuniões e eventos, sem falar das poligamias possíveis, não iríamos incorrer na atitude fascista de inventar mais uma reunião para a comunidade masculinista. Portanto, o nosso princípio de organização é o seguinte: grupos de um, cada grupo obedece a seu chefe. Assembléias gerais com ego, id e superego. Voto de minerva para ego.

Convencidos de que a perfeição não é uma meta e é um mito, procuramos fazer um esforço no sentido de romper com 70% do nosso machismo atual e acrescentar sempre novos itens neste manifesto, aceitando a contribuição crítica e propositiva de todos os masculinistas e outros segmentos sexuais, preservada a nossa opção fundamental pelas mulheres.

Denunciamos os machões enrustidos, que utilizando o discurso masculinista, pretendem apenas dar os anéis para não perder os dedos: recuam em 30% de machismo para manter os 70%. É a Nova República do machismo.

Somos todos oprimidos. E sendo os homens, estatisticamente, minoritários diante das mulheres, isto já nos caracteriza como minoria oprimida. Nós, homens masculinistas, sofremos a pressão dos machões, das feministas sectárias e dos homossexuais autoritários — o que nos caracteriza como a menor minoria oprimida. Requeremos, portanto, o apoio extremo e a solidariedade máxima por parte da sociedade inservil.

Missão Impossível

Clique na imagem para ampliar!
( Publicado originalmente no blog etílico Copoanheiros… )

Adauto de Andrade

O que você faria?

Você está pilotando um carro e mantém uma velocidade constante. Entretanto:

– do seu lado esquerdo encontra-se um cisne enorme;
– do seu lado direito um abismo;
– à sua frente galopam dois cavalos, que são bem mais altos do que o seu carro e você não consegue ultrapassá-los;
– atrás de você vêm um avião e uma moto.

Tanto os cavalos, quanto a moto, o avião e o cisne mantêm uma velocidade idêntica à sua.

Você tem certeza que a polícia está no seu encalço, pois você vê as luzes piscando.

Pense bem: o que você faria para sair desta situação em segurança?

( A resposta está logo abaixo… )
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Sai do carrossel e pára de beber,
pois o álcool já está acabando com você!

Apaga essa brasa, baby!

Tá, eu sei que esse texto teria mais sentido lá no empoeirado Copoanheiros, mas num arresisti…

Quem mandou, via e-mail, foi o Bicarato. O original recortei-e-colei daqui.

Cubatão – 2068

O líder da Resistência, Philip Morris VII, envia para o passado o modelo de Fumegador T-800.

Transilvânia – 1412

Grávido do pequeno José, Conde Drácula é perseguido pelo caçador Van Helsing e pelo Fumegador T-800. Em uma batalha épica, Van Helsing leva a melhor e mata o Conde. Porém seu legado será perpetuado pelo filho, José Serra.

Washington – 2008

José Serra faz uma ponta no filme Crepúsculo. A aparição não é vista pelo público por conta do asco do governador paulista por pontas. E pelo fato dele nunca aparecer quando na frente de espelhos.

Caxambu – 1992

José Serra manda para 2068 o Exterminador de Cigarros T-1000. Enviado com a missão de matar o líder da Resistência, Philip Morris VII, o Exterminador se confunde e mata o verdureiro Souza Cruz.

Nova Orleans – 1847

José Serra, ainda jovem, tem um caso com Brad Pitt no set do filme Entrevista com o vampiro.

Nova Orleans – 1997

José Serra conta ao repórter Cristian Slater que concorrerá aos cargo de governador de São Paulo em 2008.

California – 2010

Arnold Schwarzenegger, o Governador do Futuro, vai até 2068 cobrar os royalties pela ideia de Philip Morris. Por conta da decadência da indústria do cigarro, o Governador volta com duas jujubas.

São Paulo – 2012

O ciborgue Cygarro é enviado do futuro para matar alguém que não recorda, pois está perdido na linha de tempo mais confusa da história.

Nazaré – 33

Morre Jesus Cristo. Os romanos dizem que foi de enfisema pulmonar. Judeus fundam o plano de saúde e cobram mais caro de fumantes. Judas é visto fumando em companhia de romanos e judeus. Tomé, descrente, inventa a maconha.

Londres – 1533

O Papa excomunga Henrique VIII por ele ser um gordinho safado. Em represália, o Rei inglês permite que todo e qualquer súdito fume em bares, em casa, na puta que pariu se preciso for. Puto da vida o Papa pede ao jovem (hein?) José Serra que acabe com aquela putaria.

Moscou – 1920

Josef Stálin proíbe o cigarro e qualquer outra forma de pensamento. De bigode, José Serra ficou irreconhecível.

São Paulo – 2009

Entra em vigor a Lei antifumo. As bestas assumem o controle total do Estado e iniciam uma campanha de coerção contra os fumantes. Em dois anos, o cigarro, que antes matava menos que a gripe suína, faz mais vítimas do que os afiados dentes de José Serra.

Oslo – 2012

José Serra ganha o Prêmio Nobel da Saúde. A Skynet passa a pensar operar de forma autônoma e morre de câncer no pulmão. Schwarzenegger sai do governo da Califórnia e aceita fazer Terminator VII – O trago final. mais de um milhão de fumantes morreram desde o início da Lei Antifumo. As causas: gripe, atropelamento, assalto a mão armada e mílicias de antitabagistas.

Costumes de antigamente…

Clique na imagem para ampliar!
( Publicado originalmente no blog etílico Copoanheiros… )

Adauto de Andrade

Trecho extraído diretamente do livro Nossa Cidade de São José dos Campos, publicado em 1991 e que trata da visão pessoal do autor – Jairo César de Siqueira – sobre a metrópole entre os anos de 1917 e 1930.

Era costume antes das compras nos armazéns, executarem o ritual tradicional do “mata bicho”. O chefe da família pedia um martelo de pinga e era o primeiro a degustar o explosivo líquido. Passava o copo ao filho mais velho, que bebia um gole e dava o copo a outro irmão, e este a outro, até que o patriarca molhava o dedo indicador da mão direita na bebida e dava-o ao menino de colo para chupar – “é para não espantar as bichas” – dizia convicto. Só então pedia nova rodada e outro martelo de pinga com capilé ou groselha para atender a parte feminina da família e as crianças.

Sabedoria etílica

Clique na imagem para ampliar!
( Publicado originalmente no blog etílico Copoanheiros… )

Bicarato

Besteirol, pra ser besteirol mesmo, tem que necessariamente ser politicamente incorreto. Taí a Desciclopédia pra confirmar. Basta ver, por exemplo, o verbete sobre Cerveja. Mas, pra compensar, fiquemos com uma belíssima e sábia seleção de citações históricas sobre a loira:

*Sábio o homem que inventou a cerveja.* – Platão
*Comecei a beber por causa de uma mulher… E nem tive a oportunidade de agradecê-la!* – W. C. Fields
*É tão natural e necessário quanto comer. Jamais faria uma refeição sem beber… cerveja!* – Ernest Hemingway
*Eu não confio em camelos e em ninguém que possa passar uma semana sem uma cerveja.* – J. Lewis
*Eu bebo quando comemoro… e às vezes quando não há nada para comemorar!* – Miguel de Cervantes
*Não há boa vida onde não há boa bebida.* – Benjamin Franklin
*In Vino Veritas… In Cerevisia Felicitas!*
*Gastei metade do meu dinheiro com mulheres e cerveja… o resto desperdicei.* (…)
*Cerveja é a prova de que Deus nos ama e quer que sejamos felizes.* – Benjamin Franklin
*24 horas no dia… 24 cervejas em uma caixa… Coincidência?* – S. Wright
*Sem dúvida, a maior invenção da história da humanidade foi a cerveja. Ok, reconheço que a roda também foi uma boa invenção, mas uma roda não combina tão bem com um salsichão.* – D. Berry
*Não é *apenas cerveja*, mas uma nobre e antiga bebida que, como o vinho, comida e comerciais de televisão, podem ser extraordinariamente bons ou imperdoavelmente ruins.* – S. Beaumont
*Abstêmio: pessoa fraca que se rende à tentação de negar um prazer a si próprio.* – Ambroise Pierce
*Um brinde à cerveja, a causa e a solução de todos os problemas da vida!* – Homer Simpson
*Um país não pode ser levado a sério se não tiver a própria cerveja e uma companhia aérea. Ajuda se tiver um bom time de futebol e alguma armas nucleares, mas o mais importante é ter a própria cerveja.* – Frank Zappa
*A vida é muito curta para beber cerveja barata.*
*A fermentação foi a maior invenção do homem depois do fogo.* – D. Wallace
*Uma boa cerveja faz até um gato falar.* – Velho provérbio inglês
*A boca de um homem totalmente feliz está cheia de cerveja.* – Pensamento egípcio 2.200 a.C.
*Dê-me uma mulher que ama cerveja e eu conquistarei o mundo!* – Kaiser Wilhelm
*Eu recomendo pão, carne, vegetais e cerveja.* – Sófocles
*Muitas batalhas foram lutadas e vencidas por soldados lotados de cerveja.* – Frederico, o Grande
*É uma pena que todas as pessoas que sabem como governar o mundo estão neste momento ocupadas tomando cerveja.* – G. Beerns
*Cerveja é simplesmente uma maneira engraçada de ficar sério.*
*Pessoas boas bebem boas cervejas.* – Antigo provérbio celta
*Cerevisia marolum… Divina medicina* (Um pouco de cerveja é uma medicina divina – Paracelsus, físico do séc. XVI
*Cerveja é a única realidade virtual de que preciso.* – Lockhorn
*Cerveja é o melhor remédio.* – Provérbio alemão
*Nós cervejeiros não fazemos cerveja, apenas misturamos os ingredientes e como mágica ela se faz sozinha.*
*A cerveja traz felicidade, enquanto a água te deixa molhado.* – L. Wilson
*Eu bebo, para a alegria geral da… mesa toda!* – William Shakespeare, McBeth
*Um homem que só bebe água tem um segredo a ocultar de seus semelhantes.* – Charles Baudelaire
*Todo mundo precisa crer em algo… Creio que preciso de outra cerveja!*
*Eu aproveitei mais da cerveja do que a cerveja se aproveitou de mim.* – K. Floyd
*Cervejas! Nas vitórias é merecida, nas derrotas é necessária!* – G. Nathan
*A penicilina cura os homens, mas a cerveja é que os torna felizes!* – D. Daye
*A cerveja não faz as pessoas fazerem as coisas melhores. Faz com que elas fiquem menos envergonhadas de fazê-las errado.* – O. Khayam
*Economize água. Beba cerveja!*
*A cerveja e a cachaça são os piores inimigos do homem. Mas o homem que foge dos seus inimigos é um covarde.* – Zeca Pagodinho, sambista e sangue-bom

[Oferecimento: Alfarrábio]

Chuva de granizo – como proceder

Clique na imagem para ampliar!
( Publicado originalmente no blog etílico Copoanheiros… )

Adauto de Andrade

Ainda que pareça um pouco fora do tópico usualmente tratado neste nosso recanto botequístico, informações de utilidade pública relevantes são indispensáveis e devem ser compartilhadas da forma mais ampla possível, sempre.

Por isso é importante que estejamos sempre preparados!

Mesmo que esse tipo de precipitação não seja tão comum em grande parte do país, quando acontece muitas vezes encontramo-nos despreparados e não temos discernimento sobre quais seriam os procedimentos imediatos a serem tomados.

A chuva de granizo – muito comum no verão – pode nos colocar em muitas situações inesperadas, principalmente face o acúmulo de gelo que se concentra em determinados pontos, trazendo resultados completamente alheios à nossa vontade.

Daí a necessidade de, numa situação dessas, agir com rapidez e celeridade.

A foto abaixo demonstra claramente como proceder no caso de uma chuva de granizo.

(Valeu pela dica, Cláudio!)

Metadoxil: saída para a Lei Seca?

Clique na imagem para ampliar!
( Publicado originalmente no blog etílico Copoanheiros… )

Zé Luiz

( Publicado no Lente do Zé em em 28/08/2008 )

Recebi esta dica terça passada, no Villaggio: recém-lançado no mercado, o Metadoxil pode acabar virando uma bela saída para quem bebeu demais e vai precisar dirigir. Segundo quem me contou, sua ingestão após a bebedeira elimina totalmente o álcool (demora cerca de uma hora), livrando o bebum do risco de ser pego.

A tese foi corroborada por um jovem médico que estava junto, que disse inclusive ter feito testes com o bafômetro!!

Mais: segundo os meus amigos, evita totalmente a ressaca.

E, o melhor: não custa caro, cerca de R$ 36,00 a caixa com 30 comprimidos.

Será possível???

Para provar o que diziam, me presentearam com duas pílulas, que estou guardando para fazer um teste.

Aleluia!!! Se funcionar, vai deixar muito dono de farmácia rico. Isso se não se esgotar rapidamente e disparar o preço – o mais provável.

Aqui, um texto sobre o medicamente, que colhi hoje na internet (Portal Revista HOSP):

14/08/2008
Baldacci lança no Brasil medicamento para combater o alcoolismo / Após oito anos sem novidades na área, Metadoxil chega ao País e representa um grande avanço no tratamento da doença

Após mais de oito anos sem nenhuma nova droga ser lançada no mercado brasileiro para o tratamento do alcoolismo, chega ao Brasil o Metadoxil – medicamento dos Laboratórios Baldacci (www.lbaldacci.com.br). A droga já é comercializada em vários países da Europa e Ásia, além do México, Colômbia, Chile, entre outros e, no mês de julho, começou a ser distribuída em farmácias de todo o Brasil. Composto por íons de pidolato de piridoxina – conhecido mundialmente como Metadoxina -, o remédio é indicado para o tratamento de alterações hepáticas decorrentes da intoxicação alcoólica crônica, como fígado gorduroso e hepatite alcoólica, além de ser o único do mercado indicado para completar protocolos terapêuticos de desmame (tempo em que o dependente diminui a ingestão de álcool) e também para a intoxicação aguda.

Criaram o Habeas Copus

Boa!

Direto lá do Sergio Leo:

Os frequentadores deste Sítio sabem que sou contra a lei seca, só porque não admito que, para prender os bêbados irresponsáveis, eu seja proibido de manter meu hábito de beber meia garrafa de vinho às sextas com minha mulher, em esquinas brasilienses como o Rayuela Bistrot. Oliveira, o canalha da redação, que se acostumou a levar as futuras namoradas para bebericar uma cervejinha, só para “azeitar a relação”, como diz ele, também se queixa da nova lei.

A lei antiga já permitia prender os irresponsáveis. Era boa. E bastava botar na rua as blitzen que agora saíram dos quartéis. (Se bem que Barros, o neoliberal da redação vocifera ao meu lado contra a blitz no trânsito. “Estado policial! Estado policial!”, brada ele).

Bom, o negócio é que, antes mesmo que comece o previsível achaque policial aos bebedores sociais, os bêbados inventaram em Brasília a Corrente da Goró, ou coisa que o valha. Algo condenável, uma troca de mensagens por celular e e-mail alertando os bebuns sobre as blitzen na cidade. E, me informa o Ruy Baron, numa reação mais política, em Santa Catarina, acrescentaram essa nova figura no Direito pátrio, o habeas copus:

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina concedeu duas liminares que tratam sobre a nova legislação de trânsito no Brasil, a chamada “Lei Seca”. Um grupo de 13 pessoas de Florianópolis obteve liminar em habeas corpus junto ao TJ para impedir a aplicação automática das penalidades previstas nos artigos 165 e 277 do Código de Trânsito Brasileiro – suspensão de carteira de habilitação, multade R$ 900,00 e apreensão de veículo – simplesmente por se negar a se submeter ao exame de alcoolemia, comumente realizado através do bafômetro.

A decisão foi tomada pelo desembargador Luiz Cézar Medeiros, com base em preceitos constitucionais. Ela não se aplicará, contudo, caso os motoristas forem flagrados em aparente estado de embriaguez, exteriorizado, por exemplo, a partir de andar cambaleante ou direção em zigue-zague. “É necessário ressaltar que a ilegalidade da exigência é verificada em casos em que o condutor do veículo não aparenta estar sob a influência de álcool”, reforçou Medeiros, em seu despacho.

Em resumo, o magistrado deixa claro não considerar abuso a aplicação de tais medidas administrativas – independente da negativa do motorista em se submeter ao bafômetro – quando a pessoa demonstrar estar claramente sob a influência de álcool. O que não pode, conclui, é tornar regra a penalização administrativa de condutores aptos à direção, tão somente pela negativa em se submeter aos referidos exames. “Nesses casos, não há necessidade nem obrigatoriedade por parte da autoridade de trânsito de aplicar as penas administrativas previstas no CTB”, reitera.

No final desta tarde (23/07), em outra decisão sobre a mesma matéria, o desembargador substituto Paulo Henrique Moritz Martins da Silva concedeu, liminarmente, salvo conduto para que uma cidadã da Capital não seja tolhida da liberdade de ir, de vir, de ficar, de permanecer, por recusar-se ao teste de alcoolemia em diligência policial, sem que por isto seja penalizada automaticamente com base no Código de Trânsito Brasileiro.

O magistrado, contudo, faz o mesmo comentário aposto na liminar deferida pelo desembargador Medeiros: “observada a ressalva da direção anormal e perigosa, que coloque em risco a segurança viária”. (Habeas Corpus n. 2008.041165-4 e n. 2008040712-9).

Aquela que o guarda matou

Clique na imagem para ampliar!
( Publicado originalmente no blog etílico Copoanheiros… )

Gastón

( Publicado no Vida Perra em em 24/06/2008 )

Todo mundo viu as novas punições pra quem for flagrado dirigindo bebum?

Quase 1000 reais de multa, 7 pontos e suspensão da sua carteira por um ano, apreendem seu carro, te prendem, você responde processo pode pegar de 2 a 4 anos de cadeia, quebram seus brinquedos, salgam suas terras, matam sua família, envenenam seu cachorro e fazem você dançar Créu no programa da Luciana Gimenes.

Tudo por causa de um chopp. Tomar chopp tá pior que assaltar banco. Alguém topa assaltar um banquinho sexta à noite?

Você tá lá no xilindró e o cara te pegunta:

– E aí, quantos chopps você tomou?

– Só um e você?

– Tomei duas long necks mas falaram que era sem álcool. Batizaram minha empada, só pode. Eu sou inocente, eu sou inocente pô!

Tudo bem, tem muita gente fazendo bobagem por aí, enfiando a cara no poste, etc… Mas precisava proibir total? Não podia manter a cota de 2 chopps que tinha antes? Segundo os médicos, é um teor alcoólico que não interfere nos sentidos. Pelo menos pra poder molhar a garganta…

Parece até que acordei na Suiça.

Aí eles vêm e falam: “Vai e volta de taxi”.

Sabe quanto morre de taxi, na bandeira 2 pra ir e voltar da minha casa até a Vila Madalena? 80 paus. Sabe quantos chopps dá isso? Vinte.

Tudo bem que são só 15 bafômetros pra 6.000.000 de carros. Mas eles estão montando blitz perto dos bares.

Eu tô meio sem rumo. Porque eu não tenho boteco perto de casa. Oitentinha de taxi é ruim de mais. E aí, eu não posso mais beber? E a minha vida social?

Por falar em social, alguns dados sociais serão modificados nos próximos anos. Haverá um aumento substancial no número de mulheres feias que ficarão com caras que não dirigem.

Isso sim é que é lei seca. Todo mundo careta, ninguém chega mais em ninguém. Vai ser uma seca danada.

E agora?

Faz um churrasco e leva 1 quilo de carne e uma caixinha de Fanta uva? Combina um Tang de sexta à noite? Chama uma gata pra um guaraná zero?

O Negócio vai ser pular etapas e já convidar a mulher pra um vinho lá em casa. Com a vantagem de que ela não vai poder dirigir e vai ter que dormir por lá mesmo. Até que essa proibição não foi de todo mal. Como todo bom brasileiro, a gente sempre acha uma brecha na lei pra se beneficiar.