Dia Mundial de Luta contra AIDS

Há que se precaver. Há que se cuidar. Há que se acabar com o preconceito.

Na minha opinião, basicamente é isso.

Mas, curiosamente, assistindo o jornal pela tv (nunca pensei que teria tempo para isso), foi informado que hoje não se fala mais em “grupo de risco” – acho que deve ser aquela coisa do tal do politicamente correto – mas sim em grupos que estariam “chegando”. Seja lá o que efetivamente quiseram dizer com isso, o fato é que a incidência da AIDS vem crescendo no grupo de mulheres casadas há muitos anos e com um único marido.

Hmmm…

É impressão minha, ou…

3 thoughts on “Dia Mundial de Luta contra AIDS

  1. Caro Colega,

    Fazendo pesquisas na internet, descobri o seu trabalho genealógico sobre as nossas origens comuns em Diogo Garcia da Cruz e Júlia Maria da Caridade.
    Gostaria de trocar informações e quem sabe juntos possamos descobrir mais sobre essa facinante viagem no tempo.

    Atenciosamente,

    Gilberto Lemes
    http://silvalemes.blogspot.com

  2. Gilberto, sê bem-vindo!

    Aliás, bastante interessante sua página – ainda devo voltar lá com calma para explorar um pouco mais desse seu magnífico trabalho.

    Já faz algum tempo que “brinco” com essa história de genealogia, tendo descoberto um certo parentesco – ainda que indireto – com as Três Ilhoas. Estou numa fase de recompilação de tudo que tenho e, para tentar organizar um pouco melhor todo o excesso de informações que estão armazenadas nas catacumbas de meu computador, resolvi criar um site específico para isso, no qual podemos tomar como ponto de partida para alguma troca de informações. O endereço é o seguinte:

    http://www.legal.adv.br/gen

    Ainda está bem incipiente mas já contém uma quantidade considerável de informações – ainda que mais voltadas à linhagem direta de minha família.

    Neste primeiro momento estou me preocupando mais com os registros históricos que com os trabalhos já publicados por diversos autores (tenho uma pequena biblioteca com livros de genealogia em casa). Assim que acabar essa “fase” devo partir para consolidação de todas as informações face o que já foi obtido por outros pesquisadores.

    Bem, basicamente é isso…

    Um grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *