Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Vendo o que o Jorge, lá do Direito e Trabalho, escreveu aqui, percebi que não tenho mais como fugir (ainda mais considerando a nova situação peculiar em que me encontro): terei que me adaptar.

É que o Acordo Ortográfico entre os países da Língua Portuguesa, objeto de decreto presidencial em setembro último, efetivamente entrou em vigor agora no início de janeiro de 2009, sendo que as escorregadelas e adaptações poderão se dar até dezembro de 2012. A partir daí os recalcitrantes estarão escrevendo errado…

E, seguindo uma dica do próprio Jorge, fui parar na ótima página do Interney, que escreveu um resumão bem legal das novas regras. Resumo esse que serviu para alimentar mais um bocadinho da minha “página de lembretes” aí do lado, sob o peculiar título de O Bucéfalo

Aliás, as dicas do Interney foram baseadas no Guia Prático da Nova Ortografia, da autoria de Douglas Tufano. Caso alguém se interesse, é um arquivinho com cerca de 1Mb (apenas 32 páginas) e que, dentre outros lugares, pode ser encontrado para download bem aqui.

Enfim, passadas três décadas desde a última reforma ortográfica e ainda que as mudanças possam ser consideradas pequenas e até mesmo pouco significativas – inclusive porque foneticamente nada muda – considerando sob o ponto de vista da simplificação de muitas das regras existentes essa reforma será bastante valiosa para a alfabetização dessa criançada que está dando seus primeiros passos na língua portuguesa (meus filhos inclusive).

Então, como eu já havia dito, terei que me adaptar…

É phoda…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *