Balanço

No próximo dia 16 de janeiro vamos completar nossa quase maioridade, já totalizando 17 anos de escrevinhações na Internet (confira aqui). Porém este blog, neste formato, somente veio a surgir lá pelos idos de 2004, ainda no formato de HTML, antes do WordPress (falei disso aqui). E somente no final de 2006 é que inscrevi este endereço no ClustrMaps, um serviço gratuito que serve para monitorar os acessos de forma a contabilizar o número de visitas.

Estive dando uma olhada nesses números e cheguei à conclusão que preciso me dedicar mais a este nosso cantinho virtual… Ou seja, preciso largar mão de me afundar na resposta fácil das redes sociais (em especial o Facebook) e voltar a escrever “de verdade”!

Acompanhem a evolução:

Neste ponto temos uma curiosidade: em vez de fazer um “fechamento” anual, o serviço contabilizou dois anos completos em sequência. Não me lembro se foi por causa de algum tipo de atualização ou algo similar, mas, ainda assim, os números são interessantes, principalmente se considerarmos que coincidem com a minha fase mais produtiva em termos de criação de textos…

E, em seguida, voltamos às totalizações anuais, com números que, sinceramente, jamais esperei obter.

Bem, de outubro de 2014 pra cá, como fui extremamente inconstante – inclusive, por mais de uma vez, apagando completamente o blog e desativando os serviços vinculados – esse número a seguir não tá lá muito certo (ainda que a diferença seja pouca), mesmo se considerarmos que diz respeito somente ao finalzinho do ano passado. Entretanto optei por mostrar aqui o mapa completo que é disponibilizado, mais a título de curiosidade que de praticidade…

Clique na imagem para ampliar!

Mas para ficarmos num número mais próximo do real, eis as estatísticas colhidas pelo próprio WordPress:

Clique na imagem para ampliar!

Mesmo assim vemos um claro declínio no número de acessos. E não há nenhuma coincidência se compararmos esses números com a minha mais profunda apatia em escrever novos textos. Fui deixando de lado, me acostumando a tiradas rápidas, ficando com preguiça de escrever e, pior, até mesmo de pensar em escrever e eis aí o resultado: ainda que, no total do último ano e pouco, a quantidade seja considerável, resta evidente que o número de acessos por mês caiu pra menos de um terço no último ano.

Não que isso seja realmente importante pra mim. Nunca tive nenhuma intenção de “monetizar” este endereço virtual – daí o motivo de vocês jamais encontrarem banners, propagandas, janelas pop-ups nem nada desse lixo virtual que só serve pra encher o saco quando visitamos algum site ou blog. Este nosso cantinho é muito bem limpinho, obrigado, sim senhor…

Mas, com tudo isso, uma vez constatado o óbvio, não vou fazer nenhuma promessa de que em 2015 vou tentar escrever mais.

Eu simplesmente VOU escrever mais.

Me aguardem!

😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *