“Lembrei-me de você!”

E eis que dentre as teias da caixa de entrada de meus e-mails, surge uma nova mensagem de um velho amigo:

“Vi este carro hoje e lembrei-me de você!”

Pôxa, fiquei até orgulhoso… Ele sabe o quanto gosto de carros desse tipo – e o modelo, então? Fantástico! Simplesmente um dos mais charmosos da série… Aliás é justamente essa a cor que pretendo para o que estou reformando! Que carinho especial ele ter lembrado de mim…

Mas, então, fui ler o restante da mensagem sobre o carro e tentar saber o porquê ele “lembrou-se” de mim. Basicamente ele fez um comparativo:

“Já foi bonito!

Já esteve na moda!

Já teve potência!

Já foi desejado!

Agora só bebe!!!”

(…)

É… Dentre estas e outras, bem vale lembrar o antigo ditado: “Deus me livre dos amigos, que dos inimigos cuido eu!”

Táquiôspa! (de novo)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *