Advogado “mata” colega para assumir patrocínio da causa

Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina

AASP Clipping, 23/08/07

A concorrência por clientes entre advogados beirou o absurdo na Comarca de Tubarão, onde um causídico ingressou com novo instrumento de mandato procuratório de cliente em seu nome, sob a justificativa do falecimento do representante legal anterior. O defensor original, contudo, atento aos movimentos do processo, notou a manobra e apresentou-se ao fórum para dizer que, “retornando do além”, estava vivo – para a infelicidade de alguns e e felicidade da maioria.

O Juiz Luiz Fernando Boller, titular da 2ª Vara Cível da Comarca de Tubarão, diante de fato que classificou de “esquisito, extravagante e excêntrico”, ordenou a imediata intimação da cliente para que diga se renuncia – ou não – ao mandato outorgado àquele deslealmente dado como morto pelo colega. A ação em tela trata de homologação de partilha de bens em benefício de herdeiros de Pedro Mendes da Silva. Processo: 07505000269-9

Apensado em 25/04/08…

Taí o link com a “prova do crime” (brinde do Jus Navigandi):
o-advogado-que-retornou-do-alem1.pdf

3 thoughts on “Advogado “mata” colega para assumir patrocínio da causa

  1. Muito bons os juridicausos e o Febeapá-jur, porque tem tudo a ver com meu interesse por extravagâncias jurídicas. Fiz um post sobre o causo acima no meu blog e coloquei link pra você. Parabéns pelo blog!

  2. Obrigado! A recíproca é verdadeira – tanto o é que o link para o seu blog já constava aí do lado faz um bom tempo… E assim vamos continuando e trocando causos de quando em quando…

    Abração!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *