Tempus edax rerum

O fim-de-semana foi conturbado, mas divertido. Juntamos o que foi possível da família para comemorar o aniversário do “Seo” Bento, vulgo meu pai, primogênito de doze, que fez nada mais nada menos que sete-ponto-zero. Mas com um corpinho de sessenta. E uma cabeça de cinquenta. Fora a língua afiada de quarenta…

E hoje, quem diria? Comemoro também meu próprio aniversário. Três-ponto-oito. Mas com um corpinho de três-ponto-oito mesmo… O cabelo grisalho já dá um certo charme de maturidade (que um dia, quem sabe, ainda terei) e, ainda que não tenha ficado mais inteligente… bem, é como diz aquele velho ditado: “O diabo não é sábio porque é diabo. É sábio porque é velho.” E haja sabedoria!

Já vi dias mais felizes, por certo. Assim como mais tristes, também. O de hoje foi pontuado por uma enxurrada de ligações, e-mails, torpedos e cumprimentos orkutísticos, inclusive de gente que há muito, mas há muito tempo mesmo eu não via.

É muito bom se sentir querido.

E nos últimos dias reencontrei não só amigos mas também parentes adoráveis, que, com seu carinho, fizeram que a distância de muitos anos desde nossa última conversa fosse reduzida como se tivesse sido um bate-papo do dia anterior. E isso também foi muito bom.

Quiçá os próximos anos também sejam assim.

O peso do mundo ainda paira nas costas, mas o coro de vozes de todos esses amigos e parentes demonstra que é possível compartilhar até mesmo esse fardo.

E você, que está lendo esses devaneios de um velho fóssil como eu, quer seja um leitor voluntário ou involuntário, arremessado aqui por algum link obscuro, meu muito obrigado. Ainda que eu jamais venha a saber que algum dia tenha lido estas parcas linhas, é a necessidade de falar, de colocar pra fora, de dividir com você o pouco de experiência que tenho, é tudo isso e muito mais, que me faz continuar com essas garatujas…

De fato, tempus est optimus judex rerum omnium!

E tenho dito!

2 thoughts on “Tempus edax rerum

  1. Parabén atrasado vale? Vale, né?
    Então, muitas felicidades e seja loucamente feliz.
    (de uma três-ponto-sete-e-meio-fazendo-de-tudo-pro-tempo-não-passar).

  2. LÓGICO que vale! Obrigado! Mas já lhe adianto: conforme-se pois o tempo VAI passar… E se estivermos preparados (entenda-se vivendo a vida), tanto melhor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *