Férias

Sim. Isso mesmo. Férias! É uma palavra que eu não ouvia (em proveito próprio) há muito tempo. Pra ser bem sincero, minhas últimas férias se deram em janeiro de 2003 – tirei quinze dias. Os quais, na época, passei em sua maior parte na oficina de meu pai, consertando o assoalho de um fusca 72. O mundo dá voltas…

Ainda não me sinto de férias. Até porque o final de semana foi normalíssimo. Acho que a ficha só deve começar a cair a partir de hoje, plena segunda-feira e eu em casa. Existem inúmeras tarefas para serem executadas, coisas para serem feitas e pela primeira vez desde que moro aqui (o que se deu depois de minhas últimas férias) poderei dedicar atenção especial a isso. Pois é, papai-sabe-tudo vem sendo desbancado pelas crianças, mas o papai-faz-tudo vai muito bem, obrigado.

Aliás, pensando bem, o final de semana não foi normalíssimo não. Foi no sábado que minha turma de faculdade comemorou seus dez anos de formatura. Eu e a Dona Patroa (que nos formamos juntos) passamos uma tarde muito divertida relembrando com nossos antigos copoanheiros muitas das histórias pelas quais passamos, ficamos sabendo de outras que aconteceram na época, enfim, recordamos muito do passado. E recordar é viver. Sempre.

Na realidade a impressão foi a de que só o grupinho dos botecos estava presente. A ausência foi bem maior que a presença, mas, mesmo assim, foi MUITO bom. Talvez na próxima (sei lá, daqui uns cinco anos?) o povo resolva interagir mais um pouco…

Bem, povo e pova, “tentarei” estar frequentemente por aqui nos próximos dias, mas não prometo nada. Talvez quem vá receber um gás maior seja o link aí do lado, Opala Adventure Projeto 676, pois o pesado começa agora. Independente disso, pretendo descansar bastante, me divertir um bocado, não participar de reuniões, não ter que correr contra o relógio, ou seja, dar uma desacelerada pra recuperar o fôlego com calma, muita calma, respirando pela barriga (saudades da Ju…), buscando um equilíbrio que se faz necessário.

Isso pelos próximos quinze dias.

Hah!

Mordam seus cotovelos de inveja…

5 thoughts on “Férias

  1. 5:29 da manhã………. isso são horas para alguém que está de férias escrever ?
    E aliás como só agora fiquei sabendo que está de férias, aí vai meus votos de que sejam ótimas e que retorne novinho em folha !!!
    Até breve.

  2. Concordo plenamente com a Ruth. Pessoa, COMO vc acorda às 5:29 no seu primeiro dia de férias? Tudo isso é vontade de aproveitar mais o dia???? Na verdade, não sei nem porque estou falando tudo isso… Momentaneamente me esqueci que vc não consegue ficar parado, quieto, sem fazer nada… Aproveite muito bem suas merecidas férias, dê notícias e reze para que eu não precise te ligar para pedir ajuda na solução de alguns dos já tão conhecidos pepinos e renuniões que nascem voluntariamente, sem previo aviso, como vc bem diz.

  3. Só para te manter informaro, hoje o pastel de queijo estava DIVINO…

    Outra coisa, não se deve colocar nome de gente em animais…. segundo certa estagiária “é pecado”. Depois do infeliz comentário, pensei seriamente em comprar uma “penosa” (vulgo, galinha) já tinha até um nome, adivinha… rsrsrs

    Patron, boas férias.

    Amanhã é terça hein?!?!?

  4. Benza Deus. Tô bem servido com esse povo, hein? Acho que no post de hoje ficará claro o porquê de levantar assim cedo…

    Aliás, quero morrer amigo de vocês… Fiquei imaginando minhas duas cachorrinhas aqui, a Suzi e a Pietra. Será que isso é nome de gente, de cachorrro ou de quê? Será que estou infringindo alguma regra divina? Será que estarei condenado ao fogo do Inferno? Bão, deixa pra lá.

    Evandro, você sabe o que deve fazer com seu pastel de queijo.

    Coma-o.

    Pelo menos minha moto não vaza óleo… 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *