Quarenta (mas com corpinho de trinta e nove)

Acho que meio que afetado pela onda de saudosismo da Lala, ontem à noite resolvi dar uma fuçada em algumas fotos antigas. E curiosamente encontrei essa que está aí em baixo, todos adEvogados, e que prova que a falta de parafusos deve ser congênita. Da esquerda pra direita: o Santiago, que tem seu escritório em São José dos Campos; o Luís Henrique, que trabalha na Administração Municipal de Guarulhos; a Lúcia Helena, da Administração Municipal de São José; e eu (aproximadamente dez anos atrás e dez quilos a menos).

( Em tempo: a besta que vos escreve cometeu um erro crasso. Não é a Lúcia Helena. É a Cíntia (ex do Luisinho). Um viva à Andréa, sempre perspicaz, que me avisou. Acho que quem tá ficando velho sou eu… )

Aliás, no próximo dia 14 o Luisinho chega aos quatro-ponto-zero. Pois é, o tempo passa, mon ami… Mas já prometi que (dessa vez) não irei cometer nenhuma atrocidade, como fiz com o amigo Themístocles quando fez seus quarenta anos (um dia ainda conto essa história por aqui). Um brinde e um grande abraço ao doutor, compadre, copoanheiro e – sobretudo – amigo!

Zuzo lôco!

4 thoughts on “Quarenta (mas com corpinho de trinta e nove)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *