Uma garibada na língüa portuguêza

Pra mim escrever esse texto foi um poblema. Uma questão de célebro mesmo. Pelo menos quando eu era de menor tudo que eu fasia ia de encontro às minhas pretenções, ou seja, tudo que eu pritendia – ainda que mais tarde precizasse de concerto – eu conseguia de primera. Mas quando fiquei afim de falar algo sobre êrros de portuguêz, também fiquei meio desacorçoado. A impressão é de tentar estacionar um carro que não estersa de jeito nenhum. Apesar de já ser adevogado há um bom tempo, e – em tese – saber onde vai cada acento e asterístico de uma fraze, à partir daquele momento (da decisão de escrever o texto) percebi que não seria fácil, haja visto que poderiam haver muitas dificuldades. Arriscando um exagero, poderíamos dizer quer foi quaze um estrupo mental… Porisso estejam cientes que, por mais complicado que seje, quando a gente queremos, a gente conseguimos!

Mas acho que já estou enrrolando muito. Se continuar assim eu vou estar passando uma idéa de que não vou estar conseguindo atinjir meu objetivo beneficiente: o de simplesmente ajudar a criar uma discussão saldável desse tema que fazem semanas que venho tentando abordar. Tudo bem, tudo bem, não sou nenhum herói por causa disso. Não precisam estar mandando fazer nenhuma estátua em mármore de minha pessoa, nem mesmo presentear-me com uma casa (ainda que germinada). Isso porquê o que fasso sempre é por praser, e não por obrigação. Ninguém precisou me colocar em cheque praisso.

Em fim, acho que já temos exemplos suficientes de coizas que devemos evitar. Creio que prolongar esse texto com mais ou com menas frases não iria adiantar. Na verdade tudo que eu realmente queria era mostrar que devemos ter um grande cuidado com a hortografia!

ELUCIDÁRIO:
guaribada
língua
portuguesa
para eu
problema
cérebro
menor de idade
fazia
ao encontro de
pretensões
pretendia
conserto
precisasse
primeira
a fim de
erros
português
descoroçoado
estorce
advogado
asterisco
frase
a partir
haja vista
poderia haver
quase
estupro
por isso
cientes de que
seja
quer
consegue
enrolando
vou passar
idéia
vou conseguir
atingir
beneficente
saudável
faz semanas
mandar fazer
estátua de mármore
me presentear
geminada
porque
faço
prazer
xeque
para isso
enfim
coisas
menos
ortografia

5 thoughts on “Uma garibada na língüa portuguêza

  1. Caraca! Tudo isso por causa da dúvida *guaribada-garibada*? Houaiss explica:

    – Guaribada:
    substantivo feminino
    Regionalismo: Rio de Janeiro, São Paulo. Uso: informal.
    ato ou efeito de guaribar

    – Guaribar:
    verbo
    Regionalismo: Rio de Janeiro, São Paulo. Uso: informal.
    transitivo direto
    1 Rubrica: automobilismo.
    preparar um carro para que desenvolva maior velocidade que a dos outros de sua série; envenenar
    transitivo direto
    2 Rubrica: automobilismo.
    preparar o motor e/ou a carroceria de um carro em mau estado de modo a enganar um comprador
    transitivo direto
    3 Derivação: por extensão de sentido.
    ajeitar, arrumar ou acomodar de maneira apressada e superficial

    Portanto, eu estava certo 🙂

  2. Pois é, Bica. Pra você ver como proseio em boteco de esquina (literalmente falando) também é cultura!

    Ins, no ritmo do texto, eu diria ainda mais: “E as arveres, sêmos nozes…” (mas no áudio fica melhor).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *