Segunda-feira

– Paiê, sabia que você parece com o Senhor Incrível?

Ainda era de manhãzinha, eu me preparando pra sair, a criançada assistindo um filme na televisão e meu filhote de sete anos me vem com essa.

Todo orgulhoso – afinal de contas MEU PRÓPRIO FILHO estava me comparando a um super-herói – caí na besteira de lhe perguntar por quê.

– Por três motivos. É que você amassou todinho o carro da mamãe e ele também amassou o carro naquela hora que chegou na casa dele. E também porque você vive levando bronca da mamãe, que nem quando ele chega em casa à noite, escondidinho…

Mesmo vendo minhas expectativas de super-pai se esvaírem pelo ralo, ainda fui idiota o suficiente pra fazer uma derradeira pergunta:

– Tá filho. Tá. Mas e o terceiro motivo?

– Ah! É mesmo. É quando ele desce na ilha e se espreguiça e aparece o barrigão…

DEFINITIVAMENTE.

Vai ser uma looooonga semana…

5 thoughts on “Segunda-feira

  1. Oi Adauto!

    valeu o toque pro Santiago, encaminehi teu comentário prá ele.
    Mas, estou impressionada!
    meu pequeno Ariel, que tem sete anos, outro dia disse ao irmão, que tem 17 anos, que ele e a irmão, que tem 11 anos, achavam que o desenho animado “padrinhos mágicos” deve ter sido inspirado em nós, eu e Claudio. Pois o Cosmo é igual ao Claudio, bobalhão. E a Wanda, igual a mim, autoritária. hehehehe.
    e para completar meu impacto, tu mulher tem 1,53 de altura.
    Bem, se um dia vires à POA, será um enorme prazer recebê-los, todos, em nossa casa.
    besos

  2. Milena, você simplesmente não tem noção do sarcasmo e ironia natural que ele, já nessa tenra idade, tem demonstrado!

    Lelê, espero que dê tudo certo pro Santiago, afinal usurpação do trabalho alheio é indigno até mesmo pr’aquela “revista”. E nesse negócio de comparar a família com desenho, meus petizes (adoro essa palavra) costumam nos comparar com os Incríveis, principalmente porque bate bem as idades e temperamentos – o único senão é que, como não tenho nenhuma filha, o mais velho ficou sendo o “Violeto”… Aliás as portas daqui de casa, em São José dos Campos, também estão abertas caso venham pra essas bandas, ok?

    Paulo, esqueceu que, como eu disse num post há algum tempo, ele já vem demonstrando sinais desses poderes? Afinal de contas ele já tem supervelocidade (num minuto está ali, do seu lado, e no instante seguinte já sumiu), teletransporte (simplesmente se materializa na cama no meio da noite), e superforça (se mexe tanto na cama quando está dormindo que já levei um pontapé no queixo que latejou o dia inteiro)…

    Cláudia, “remorso” é uma palavra que simplesmente não consta do vocabulário dele. Tenho esperanças que um dia ele a aprenda, mas com o exemplo de pai sarcástico que tem, tô achando meio complicado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *