Sinal dos tempos

Um dos momentos em que você percebe que está ficando velho é quando fala de seriados e desenhos antigos da tv que ninguém mais se lembra. Entretanto, você tem certeza que está ficando velho quando acha na Internet esses seriados e desenhos e quase tem uma síncope de felicidade. Com lágrimas de alegria pairando em seus olhos, você contempla aquelas imagens e pensa: “afinal de contas existiam mesmo…”

Pois é. Apesar de ter passado por ele por mero acaso, foi mais em função da sempre curiosa amiga Milena que acabei descobrindo o site http://www.infantv.com.br, onde encontrei não só imagens mas também explicações detalhadas de muitos dos desenhos que eu cresci assistindo. Tem realmente MUITA coisa por lá – até mesmo o jingle das balas Kids (vamos lá, quem se lembrar que cante: “roda, roda, roda baleiro, atenção…”).

Taí um pequenino rol de dez dos desenhos que eu adorava na minha mais tenra idade, sendo que, inclusive, alguns eram da extinta TV Tupi (tá, tá, já sei, tô velho…). Foi difícil fazer uma lista tão concisa, deixando de fora algumas pérolas como Speed Racer e A Pantera Cor-de-Rosa, mas busquei falar daqueles que quase ninguém mais se lembra…

Pela ordem: Super Dínamo, que praticamente só eu me lembro; Sawamu, que também tinha sua musiquinha (“ele se julgava o demolidor…”); A Princesa e o Cavaleiro, com as aventuras da Princesa Saphire, Nylon, Duque Duralumínio, etc; O Judoka, um que até eu já estava me esquecendo; Fantomas, onde tinha o Zeeeeeeroooo; Don Drácula, que, tenho certeza, passava na também extinta Rede Manchete; George, O Rei da Floresta, um desenho totalmente non-sense que ganhou uma excelente versão cinematográfica com Brendan Fraser; Bom-Bom & Mau-Mau, que tinha tiradas curtas, hilárias e sacanas; Mr. Magoo, o velhinho bem-humorado, sortudo e quase que cego (também ganhou uma boa versão cinematográfica com Leslie Nielsen); e, lógico, Batfino, cujo bordão era “suas balas podem me atingir, mas minhas asas são como uma couraça de aço” (esse foi pra você, Bica).

Revendo essa querida lista percebi uma coisa. A maioria dos desenhos que eu adorava era de origem japonesa. Será que eu já tinha essa tendência pra gostar de uma coisinha oriental desde pequeno?… 😉

16 thoughts on “Sinal dos tempos

  1. Hmmm… pelo que me lembro, o bordão era *suas balas não me atingem, minhas asas são uma couraça de aço*. (Aliás, naquele tempo alguém sabia o que era uma *couraça*?)
    🙂

  2. Adauto, acho que dos mesmos criadores do George das Selvas, tem também o Super Galo e o Tom Sem Freio; e — também acho — dos mesmos criadores do Bom-Bom & Mau-Mau, havia dois sapos, um magrelo e outro gordão — não lçembro o nome deles –, que só se ferravam fugindo de um cozinheiro.

    Claro, entre muuuitos outros.

    Abraço do Bica-brother.

  3. Não resisti e fui dar uma xeretada no site … que delícia …ah, doces reminiscências … uma ótima maneira de terminar esta 6f!
    Obrigada pela dica!
    Bom final de semana!
    bjs,
    Fê!

  4. Marcelo, sê bem-vindo! Lembro-me desses também! Aliás, se não me falha a memória, esses sapos eram do estilo mexicanos pois viviam com um enorme “sombrero”. Será que era “Toro & Pancho”? Tô chutando…

    Fê, recordar é viver, fia… Uótimo fim-de-semana procê também!

  5. Acabei de ler este post com uma musiquinha na cabeça: “…não existe nada mais antigo/do que cowboy que dá cem tiros de uma vez…”
    Aproveitando essa onda de “revival”, abaixo vai um link para os meninos que colecionaram Futebol Cards (uma febre na minha adolescência).
    Bem, já abre direto na página do Coringão…

    http://www.cardspingpong.com.br/Corin.htm

    P.S: Adauto, tem como formatar as msgs dos comentários? O endereço já poderia ter saído como hiperlink e o trecho musical em itálico, mas não sei se aqui dá para colocar os códigos de HTML. Abs.

  6. Bem, AGORA que vim conferir minha msg, percebi que o seu site atribuiu “tomaticamente” o hiperlink… Ok, vc me pegou! Mas a pergunta permanece com relação ao texto (negrito; itálico; sublinhado; colorido) –já mandei em código para não ser pego de surpresa novamente. se sair formatado, já vi que tem jeito. Outro abraço.

    “Proveitando”, teria tbm como evitar que o duplo “backspace” limpe toda a msg já digitada? Precisei redigitar esta msg porque perdi tudo ao tentar voltar alguns toques, ao que parece após o segundo toque no “backspace”, e isso já me aconteceu noutra oportunidade. E chega de abraço!

  7. Bão, a musiquinha era do Globinho, e – sorry – “não trabalhamos com futebol”… Como você sabe, nunca fui lá muito amarrado em futebol, e não era só pela minha forma roliça da infância. Não gostava mesmo.

    Quanto às configurações para edição dos comentários, elas são meio que automáticas. A homepage, principalmente a parte do blog, foi escrita sobre uma série de scripts em PHP e MySQL (senta que lá vem informatiquês) organizada e denominada “WordPress” – disponível gratuitamente na Web. Como sou meio fuçador, algumas partes das configurações até consegui alterar e ajustar para meus propósitos, mas outras não.

    E, a bem da verdade, nem eu sabia que a parte de comentários já tinha tanta opção de formatação… Pô, dê-se por feliz! Em outros blogs da vida a gente mal consegue colocar um negritozinho, uai! Mas tudo bem. Vou ver se consigo colocar recursos avançados de editor de texto, planilha eletrônica e banco de dados por aqui, ok? Talvez uma compilação de Wordstar, Lotus 1-2-3 e DBase III Plus? 😉

    Mais um abraço!

  8. rsrsrs… o nível de exigência é proporcional ao nível da capacidade, que vc tem de sobra neste assunto :-). Sugeri porque sei que vc encara desafios e cresce com eles (é só ter tempo –aí é que pega, né?…). Mas nada que faça falta à página. Foi só uma sugestão para ficar “advanced plus”. No Orkut mesmo, tem um botão que abre uma janela com uma tabelinha de códigos para formatar texto. Foi algo mais ou menos assim que visualizei para vc turbinar ainda mais a sua page. Sobre a musiquinha, pensava que fosse da abertura dos desenhos da “Hanna Barbera”. Não lembrava que fosse do Globinho. Mas sabia que não era dos desenhos acima, apenas me veio à mente pelo link com minhas reminiscências ao ler o seu post saudosista –que me fez navegar e chegar até o Futebol Cards, que achei interessante compartilhar com a galera que passa por aqui e que possa ter curtido na época. []s!

  9. Eitcha, copoanheiro… Só você mesmo pra me deixar com comichão de fuçar nisso… Mas zuzo bem, como você mesmo disse: “é só ter tempo”. E, a bem da verdade, eu NUNCA estou plenamente satisfeito com os layouts (não, “leiaute” não rola) aqui do site. Tempo ao tempo e ainda mexo nisso, ok?

    Já no que diz respeito Super Dínamo (tá véio, hein?) acho que dá até pra montar uma comunidade no Orkut: “Eu me lembro do Super Dínamo”. Será que teremos mais que dois membros?…

  10. Bom dia,
    Pena que vocês pararam, e olha já fazem alguns anos, rs.. de trocar idéias sobre estas coisas antigas de nossa infância. Na verdade, estes dias eu acordei com esta música na cabeça: “Não existe nada mais antigo, do que cowboy que dá 100 tiros de uma vez… e procurando por ela, achei este blog…. Legal, ajuda a gente a lembrar de coisas que ficaram lá no fundo… No melhor da nossa memória. A música do Sawamu era assim:
    Quem se julgar, da natureza o rei. O dono e senhor das tempestades, joga sem muita certeza, entre Deuses e demônios,aahhh.. aahh.. Ele se julgava o demolidor! Ele se julgava o demolidor! Mas não sabia que seu mundo era pequeno, e os insetos que vagam pelos charcos, tem poucas chances de alcançar o oceano. Ele se julgava o demolidor! Ele se julgava o demolidor!
    Estes dias comprei alguns dvds a 7.50 no site da Videolar, Toro e Pancho, Meu amigo o tubarão (lembram daquele tubarão feio com cartola, e o peixe gato?), O Inspetor, e a Formiga e o Tamanduá. Cara… matei a saudade destes tempos..rs..

    Abraços…

  11. Arlindo, e uma coisa interessante: como os desenhos eram toscos! Não necessariamente os japoneses, mas todos os demais tinham um traço esquisito, não se desenvolviam com naturalidade e ainda assim a gente achava aquilo o máximo! Hoje em dia, quando (re)descubro um ou outro desenho assim, rio pra caramba…

    Aliás, já tentei fazer com que meus filhotes (geração Playstation) se interessassem por alguns desses desenhos antigos, mas… o “padrão de qualidade” deles é outro!

    Abração!!!

  12. Eu lembro muito bem de Super Dínamo! Amava! Agora, existiam 2 desenhos que até hoje não conheci ninguém contemporâneo meu que se lembra: Zoran e Shadow Boy. Eram ótimos também!

  13. Vânia, Shadow Boy me lembro bem! Mas “Zoran” – mesmo depois de uma busca na Rede – é um daqueles que nem mesmo este fóssil que vos tecla já ouviu falar… 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *