Ismália

Segue uma pitada de boa, velha e bem antiga poesia pra quebrar um pouco o ritmo desses dias meio turbulentos pelos quais passamos…

Quando Ismália enlouqueceu,
Pôs-se na torre a sonhar…
Viu uma lua no céu,
Viu outra lua no mar.

No sonho em que se perdeu,
Banhou-se toda em luar…
Queria subir ao céu,
Queria descer ao mar…

E, no desvario seu,
Na torre pôs-se a cantar…
Estava perto do céu,
Estava longe do mar…

E como um anjo pendeu
As asas para voar…
Queria a lua do céu,
Queria a lua do mar…

As asas que Deus lhe deu
Ruflaram de par em par…
Sua alma subiu ao céu,
Seu corpo desceu ao mar.

ALPHONSUS DE GUIMARAENS

2 thoughts on “Ismália

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *