Obsolescência

Então (como diria a Ju), estávamos todos indo de carro para casa de meus pais num domingo à tarde. Meu filho mais velho, do alto de seus sete recém-alfabetizados anos, lá do banco de trás me perguntou:

– Paiê?

– Fala, Kevin.

– Sabia que quando o Chico Bento fala “ocê”, se a gente falar de trás pra frente, dá “eco”?

– Isso mesmo filho. E “Ana”, como é que fica?

– Ana!

– E Arara?

– Arara!

– Pois é. Tem um monte de palavras e frases, como “subi no ônibus”, que fica igual tanto se você ler de trás pra frente quanto de frente pra trás, sabia?

– Eu sei, pai. Isso se chama palíndromo!

MEU DEUS! O que estão ensinando às crianças nas escolas nos dias de hoje? Ainda me lembro (aliás, tenho até hoje) da minha cartilha “Caminho Suave” que usei na primeira série! Essa “coisa” de palíndromo eu só fui saber que tinha nome lá pelo ginásio.

Pois é gente. A figura de papai-sabe-tudo definitivamente está se tornando obsoleta…

6 thoughts on “Obsolescência

  1. Ahá! Isso é só o começo. Quero ver esse menino decidir um dia que quer estudar suas leis… hehehe ;o)

  2. Realmente é incrível o que as crianças dizem, mas acho que eles não aprendem na escola, e sim na TV. Infelizmente o método utilizado para educar nas escolas não está funcionando de modo satisfatório. Mas mudando de assunto… Vc poderia escanear algumas páginas da sua cartilha Caminho Suave e me mandar? Tenho a maior saudade e não lembro muito bem dela. Um grande abraço!

  3. Sou obrigado a confessar: escolas particulares. Infelizmente, ao contrário de minha época, quando estudei da primeira à oitava em uma escola estadual, em função dos atuais programas de ensino das escolas públicas optei por colocar meus filhotes em escolas particulares. Não que não existam bons professores em escolas públicas – existem! Conheço vários, inclusive. Entretanto eles não podem se manifestar, não podem abrir o leque do conhecimento dos alunos, sob o risco de “não seguir a cartilha imposta pelo Estado”. E, não a seguindo, sujeitam-se a penalidades… Triste.

    No que diz respeito à Caminho Suave, pode deixar! Aliás, não é de hoje que pretendo fazer algo assim. Entretanto aviso-lhe ela deverá estar acompanhada dos meus garranchos da primeira série…

  4. eu tambem tenho muita saudade daquela época ,vc poderia mandar para mim tambem aquelas paginas escaneadas do livro caminho suave

  5. Sérgio, seu comentário me serviu como puxão de orelha! No corre-corre do dia-a-dia acabei esquecendo desta minha promessa sobre a cartilha!

    Pode deixar que, assim que eu tiver isso em mãos, eu também lhe mando, ok?

    Inté!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *